Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Champagne Choque

Champagne Choque

O azul turquesa invadiu as redes sociais

Se têm o hábito de acordar e ir espreitar logo o facebook, instagram e twitter já devem ter reparado que vários perfis foram invadidos pelo azul turquesa. Um movimento que contagiou, por exemplo, os Coldplay, Rihanna, Beyoncé e Kanye West. O que é que estas celebridades têm em comum? A música. Porque é que está tudo louco com o azul turquesa? Eu explico.

beyonce-tidal.jpg

large (1).pngToda esta loucura não foi mais que uma estratégia de divulgação e promoção da grande novidade do dia de ontem: o lançamento do TIDAL, uma aplicação ao estilo do Spotify. Aliás, o Spotify que se ponha a pau porque ganhou aqui um rival de força. Ainda para mais, quando quem está por trás deste novo serviço de streaming de música é nada mais nada menos que Jay-Z. E tem ainda embaixadores de peso como Madonna, Alicia Keys, Daft Punk, Calvin Harris, Nicky Minaj, Chris Martin, Usher, entre outros, que comandam também as tropas da nova aplicação. Vejam o vídeo de lançamento onde se explica um bocadinho da essência do TIDAL:

 

"Every great movement started with a group of people being able to get together and really just make a stand." Beyoncé

 

Com milhões de músicas e milhares de videoclips à distância de um click, o TIDAL está disponível em cerca de 30 países, incluindo Portugal. A página de facebook desta aplicação acabadinha de sair do forno já vai com cem mil likes, assim em poucas horas, e a hashtag #TIDALforALL está entre os assuntos mais discutidos do Twitter.

tidal_01.jpg

 

O lançamento, ontem à noite, foi assim:

tidal10.jpgtidal11.jpgtidal6.jpgtidal5.jpg

ri-madonna.jpg

ali-ni-bey.jpg

fotografia 1 (2).PNGfotografia 5.PNGfotografia 1 (1).PNG

Imagens: Google / Instagram

 

A parte menos boa é que custa 13,99 €/mês. É mais caro que o Spotify mas, diz quem sabe, que a qualidade sonora é superior. Além disso, tem também conteúdo editorial, com entrevistas e reviews, consegue identificar músicas que estejam a tocar (como faz o Shazam) e consegue executar músicas mesmo sem ligação à internet. Claro que já há uma onda de indignação por esta internet fora de pessoas contra o preço ou que nem sequer concordam que se pague pela música. 

 

Se têm muita curiosidade para experimentar corram e aproveitem porque, ao que parece, os primeiros 7 dias são grátis. 

 

2 comentários

Comentar post